Notícias


Prefeitura de Santa Terezinha está doando vacinas contra a Febre Aftosa

Está acontecendo em grande parte dos estados brasileiros e no Distrito Federal a Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa. A ação iniciou no dia 01 de maio e se estenderá até o dia (30) deste mês. Nesta primeira etapa serão vacinados bovinos e búfalos de todas as faixas etárias.

A Prefeitura de Santa Terezinha (PB) através da Secretaria de Agricultura está doando as vacinas aos criadores que possuam até dez cabeças de gado. Os produtores devem procurar a sede da Secretaria de Agricultura, localizada em frente à Praça Frei Damião, no centro, no horário das 07h às 11h30.

O secretário de Agricultura, Marlos Lúcio, convocou os criadores para a vacinação.

“Comunico a todos da campanha de vacinação contra a febre Aftosa. Isto é uma vacinação obrigatória, feito um controle a nível nacional. Santa Terezinha querendo contribuir com o trabalho do governo, a prefeitura nos autorizou para fazer a doação das vacinas para os criadores que possuem até 10 animais, ajudando os produtores, pois são eles que contribuem para a agricultura familiar, contribuem para a alimentação dos colégios, contribuem para a alimentação de toda a comunidade. Não deixe de vacinar os animais, todos saem ganhando com esta ação”, explicou.

Febre Aftosa

A febra aftosa é uma doença infecciosa aguda que causa febre com aparecimento de vesículas, principalmente na boca e nos pés de animais como bovinos e búfalos. Ela é causada por um vírus que pode se espalhar de maneira rápida, caso não sejam tomadas as devidas providências para a erradicação deste mal. O vírus fica em grande quantidade no tecido que reveste e fluído das vesículas, sendo encontrado também na saliva, no leite e nas fezes dos animais contaminados.

A forma de contágio ocorre através do animal infectado com outros animais, por alimentos ou por objetos contaminados.  A doença é transmitida pela movimentação de pessoas, veículos e objetos infectados pelo vírus. Roupas, calçados e mãos das pessoas que trabalharam com animais doentes também podem propagar o vírus.

 

 

Ascom

« Voltar
shareCompartilhe